Portal JNMT
Portal JNMT
NOTICIAS

#Sem recursos, UTI fecha para internação e Santa Casa não sabe que fazer com bebês

Data: Quinta-feira, 05/07/2018 21:45
Fonte:
Foto: Reprodução

A UTI pediátrica da Santa Casa de Rondonópolis interromperá as internações a partir das 18h desta quinta (5). Alega que tomou a decisão em razão da falta de repasses por parte do Governo do Estado. Caso as dificuldades prossigam, encerrará totalmente as atividades dia 15 deste mês.

A partir da noite desta quinta, somente serão atendidas, na UTI pediátrica, as seis crianças que estão internadas no local. Nenhum novo paciente será aceito, conforme a diretoria.

A medida é para evitar, ao máximo, a necessidade de transferências, caso o Governo do Estado não realize novos repasses e a unidade tenha mesmo que parar 100%.

Entre os seis menores que estão internados na UTI pediátrica, os casos mais graves são de duas crianças cardiopatas, mais uma com problema pulmonar e outra que está em isolamento, com meningite.

Na UTI, que tem 10 leitos, são atendidos pacientes recém-nascidos a adolescentes de 13 anos.

Pendências

A Santa Casa de Rondonópolis informa que os últimos repasses parciais do Governo do Estado foram feitos em fevereiro e março. Alega estar fazendo um levantamento do total de valores em dívida.

Caso o Estado não faça os repasses, a Santa Casa informou que deverá transferir os menores internados para outros hospitais da região, para encerrar os serviços na UTI pediátrica.

É imperioso que haja regularidade no repasse dos valores referentes aos serviços prestados

Trecho de nota do hospital

Por meio de comunicado, ressalta que todos os setores do hospital têm enfrentado dificuldades, por falta de recursos e que este problema se estende há quase três anos.

"É imperioso que haja regularidade no repasse dos valores referentes aos serviços prestados ao SUS, bem como um reajuste na tabela de preços, além do ressarcimento do déficit acumulado desde dezembro de 2015", mencionou nota da unidade de saúde.

Outro lado

A Secretaria de Estado de Saúde informou que os repasses para o Fundo Municipal de Saúde de Rondonópolis para o custeio das UTIs da Santa Casa de Rondonópolis estão regulares. A pasta informou que o município é o responsável pelo pagamento direto, pois é ele quem contrata os serviços.

Ainda segundo a secretaria, caso existam valores pendentes por parte do SUS, os atrasos são de responsabilidade do Governo Federal. Em relação ao reajuste da tabela SUS, uma das reclamações feitas por representantes da Santa Casa, a pasta afirmou que a responsabilidade pela atualização dos valores é do Ministério da Saúde.

 

Vinícius Lemos

PUBLICIDADE