Portal JNMT
Portal JNMT
NOTICIAS

Taques assume presidência do Fórum Brasil Central e insiste na liberação do FEX

Data: Quarta-feira, 06/12/2017 15:37
Fonte:
Foto: Reprodução

O governador Pedro Taques (PSDB) foi aclamado presidente do fórum de governadores do Brasil Central. A posse ocorrerá em fevereiro e o mandado será de um ano. Taques substituirá o governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB). O anúncio foi feito na manhã desta quarta (6), durante a 6ª reunião do grupo, realizada na residência oficial Rodrigo Rollemberg, em Águas Claras. Ele comanda o  Distrito Federal.

Após a aclamação, Taques afirmou que o fórum apresenta ao Brasil um modelo de gestão compartilhada entre as unidades federativas. Além disso, destacou a assinatura de termo de cooperação para a compra de medicamentos de alto custo. “Para mim e para o bom povo de Mato Grosso é uma honra presidir o fórum. Já concretizamos diversas políticas públicas. Eu reputo como a mais importante a unificação e centralização da compra de medicamentos da chamada farmácia de alto custo, buscando a experiência de Goiás que está sendo espraiada para outras unidades da Federação”, disse Taques.

Agência Brasília


Marconi Perillo, Rodrigo Rollemberg, Pedro Taques e Marcelo Miranda participam da 6ª reunião do Fórum dos Governadores do Brasil Central realizada hoje

Na reunião, Taques também destacou avanços obtidos pelos estados que integram o fórum nas áreas da segurança pública e na defesa sanitária animal e vegetal. Lembrou ainda que a parceria tem sido fundamental para a prospecção de negócios internacionais.

“Com toda humildade, vou seguir os passos do governador Perillo no que diz respeito ao diálogo. Nenhuma decisão será tomada sem consultar cada membro do fórum". Nessa linha, o tucano lembrou que os governadores quase não participavam das discussões nacionais e que isso mudou. 

Sete unidades da Federação compõe o fórum: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Rondônia e Maranhão. O objetivo é construir uma agenda comum e impulsionar a competitividade da região Brasil Central, que equivale a 12% da população do país.

Para compor a agenda estratégica, o grupo aposta em agropecuária, logística, industrialização, educação, empreendedorismo e inovação. Além disso, lançou uma proposta de plano de trabalho para aumentar a eficiência da execução das políticas públicas municipais.

FEX

Após a reunião, Taques foi ao Congresso Nacional conversar com parlamentares em busca de apoio para a votação do projeto de lei que garante a liberação do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX). O presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) garantiu que a matéria será votada ainda hoje.

Sem os recursos, na ordem de quase R$ 500 mil, os salários dos servidores do Executivo devem ser novamente escalonados e pagos até o próximo dia 20. Para liberar o FEX, a Câmara Federal precisa aprovar a urgência e o mérito do projeto de lei. Depois, a matéria precisa passar pelo Senado e ser sancionada por Temer.

Encerradas as articulações, Taques retorna para Mato Grosso no final do dia. Amanhã, cumpre agendas na Região Sul relacionadas à 11ª edição da Caravana da Transformação que acontece em Rondonópolis.

Jacques Gosch RDnews

PUBLICIDADE