Portal JNMT
Portal JNMT
NOTICIAS

Vendas de veículos usados têm redução de 70% em MT

Data: Segunda-feira, 23/10/2017 07:58
Fonte:
Foto: Reprodução

Os revendedores de veículos seminovos e usados de Mato Grosso enfrentam mais um mês de vertiginosa perda de receita. Com a manutenção da greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que completou 40 dias nessa sexta-feira (20), os lojistas contabilizam queda de até 70% no faturamento.

Chico Ferreira

Neste mês o segmento estima prejuízo de R$ 300 milhões com o impedimento na transferência de veículos. No último quadrimestre do ano o segmento comercializa, em média, 24 mil veículos por mês, informa a Associação dos Revendedores de Veículos Automotores de Mato Grosso (Agenciauto). Em setembro, houve queda mensal de 59,1% nas vendas no território estadual, ao totalizar 8,592 mil unidades negociadas.

O movimento grevista do Detran foi deflagrado no dia 11 de setembro. Com isso, o segmento deixou de faturar R$ 544,985 milhões no último mês, contabiliza a Agenciauto, com base no tíquete médio de R$ 35 mil por veículo. Em agosto deste ano foram comercializados 24,163 mil veículos seminovos e usados. Em setembro de 2016 a venda total alcançou 19,526 mil veículos.

“Não falamos em queda nas vendas porque a procura (por veículos) está boa. O problema é a impossibilidade de efetuar o faturamento. Nesse mês agora começa a vencer aluguel, salários, taxas, impostos, mas como vamos pagar sem caixa?”, expõe o presidente da Agenciauto, Ricardo Laub Júnior.

“Vendemos os carros, cobrimos o que nós tínhamos no nosso banco, mas não recebemos os financiamentos dos carros vendidos”, expõe. Para ele, a greve prejudica 45 mil trabalhadores do setor automobilístico de carros usados, ocupados em 1,2 mil lojas do segmento por todo o Estado. “Essa discussão pode ser feita de maneira política. Prejudicar o cidadão mato-grossense e o setor automobilístico não é o caminho”. Além da privação na receita financeira dos revendedores, a arrecadação estadual é afetada com a paralisação das unidades do Detran, lembra Laub Júnior.

Os grevistas reivindicam reajuste salarial e alegam defasagem de 6 anos na remuneração. Desde o início da greve os servidores paralisados estão sem receber salários. Do total de 72 unidades do Detran espalhadas pelo Estado, a maioria delas - 39 ao todo - estão com atendimento suspenso. Outras 24 funcionam parcialmente e apenas 9 mantém o funcionamento normal.

Vendas acumuladas

Apesar da retração pontual nas vendas em setembro, os revendedores de veículos seminovos e usados de Mato Grosso ainda garantem resultado positivo com crescimento de 4,4% no ano. Durante os 9 meses deste ano, os lojistas comercializaram 181,668 mil veículos, ante 173,984 mil no mesmo intervalo do ano passado.  

Silvana Bazani, repórter de A Gazeta

 
PUBLICIDADE