Portal JNMT
Portal JNMT
NOTICIAS

Fazenda de R$ 18 milhões comprada com Riva foi paga com propina, diz Silval

Data: Quarta-feira, 30/08/2017 14:52
Fonte:
Foto: Reprodução

Em sua delação premiada firmada no Ministério Público Federal (MPF), o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) revelou que repassou R$ 4,5 milhões para o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Riva como parte do pagamento de uma fazenda localizada no município de Colniza avaliada em R$ 18 milhões. Na delação, Silval admite que a quantia tinha origem de propina do programa “MT Integrado”, mas que o negócio não foi concretizado.

 

Silval revelou que ele e Riva decidiram comprar em conjunto a fazenda, sendo que cada um ficaria com 50% da propriedade. Riva colocou a sua parte da fazenda, denominada de Agropecuária Bauru, em nome da empresa Floresta, de propriedade de seus filhos e sua esposa, Janete Riva. Já o ex-governador teria usado o nome do advogado Eduardo Pacheco, que seria seu parente e morador na cidade de Cianorte, no Estado do Paraná, para colocar a sua parte da propriedade.

 

A divisão, entretanto, não foi para frente. Eduardo Pacheco desistiu do negócio e registrou em cartório a retirada desse nome do contrato. Silval e Riva desistiram do negócio e do valor total da fazenda, foram pagos por cada um deles a quantia de R$ 4,5 milhões, sendo que a outra metade ficou em aberto e a propriedade continuou em nome da antiga proprietária.

 

Essa informação já havia sido revelada por Riva durante depoimento a juíza Selma Arruda, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá em ação penal derivada da  2ª e 3ª fase da Operação Sodoma em agosto do ano passado.

Fonte:O Documento

PUBLICIDADE